Mercado de energia solar: oportunidades e perspectivas para 2018!

As organizações que buscam crescer não devem deixar de adotar novas tecnologias emergentes. Nos últimos anos, as empresas foram forçadas a reconsiderar seus modelos de negócios existentes em setores tão diversos quanto em mídias, tecnologia verde e mercado de energia solar.

Qualquer investimento é uma grande decisão. Se for um investimento em nova tecnologia, as apostas são ainda maiores porque o mercado se move rapidamente. As partes interessadas do setor de energia solar têm mais perguntas do que respostas agora, sobre como melhor posicionar seus negócios para o sucesso futuro.

Confira neste guia as tendências e trajetórias na indústria solar que demonstram o crescimento diversificado e sustentado em todo o país.

Por que investir em tecnologia verde?

As pessoas que estão pensando em mergulhar na tecnologia verde fariam bem em ter tempo para entender um pouco da história desse setor, incluindo os objetivos que servem de base para esse campo em rápido crescimento.

Incentivos do Governo combinados com recentes reduções nos preços de equipamentos solares tornam o investimento em energia solar uma boa decisão financeira para empresas e órgãos públicos. Um investimento em energia solar pode gerar retorno rápido e economia de longo prazo.

Gera publicidade positiva

Esse é o objetivo de reduzir a poluição e o desperdício, alterando os padrões de produção e consumo. Gerar eletricidade a partir de energia solar significa que sua empresa usa menos combustível fóssil, reduzindo a poluição e as emissões de gases do efeito estufa. Ao mudar para a energia solar, a empresa faz a sua parte para combater as alterações climáticas e reduzir a dependência de fontes de energia estrangeiras do nosso país.

E os benefícios vão além — ser um negócio sustentável pode não apenas reduzir custos operacionais, mas também pode ser uma ferramenta positiva de relações públicas e marketing. Pesquisas mostram que um número crescente de consumidores toma suas decisões de compra com base na responsabilidade ambiental das empresas.

Reduz despesas

Este é um esforço para atender às necessidades da sociedade com métodos que podem continuar a serem usados ​​no futuro indefinidamente sem esgotar ou danificar os recursos naturais.

Usar a sua própria energia solar pode reduzir ou eliminar sua exposição a contas de energia elétrica crescentes. A parte do uso de energia que é gerada pelo seu sistema solar também há a vantagem de não estar mais sujeito a aumentos de curto ou longo prazo nas tarifas de eletricidade. De fato, quanto mais os preços diminuem, maiores serão suas economias.

Associa sua marca à inovação

O foco está no desenvolvimento de alternativas para tipos de tecnologia que se mostraram prejudiciais ao meio ambiente e ainda, um sistema de energia solar pode reduzir ou eliminar a conta de eletricidade da sua empresa.

Torna viável seu negócio

Com produtos e tecnologias que sejam benéficos ao meio ambiente, há um aumento da velocidade com que tais conceitos de tecnologia e produto possam ser implementados. À medida que a demanda por energia aumenta e os reservatórios de recursos não renováveis ​​encolhem, o custo da energia sobe. E eventos além do seu controle podem causar picos repentinos de curto prazo nos preços da energia, causando estresse desnecessário em seus negócios.

E quais são os setores da tecnologia verde?

Os investidores descobriram que existem numerosos setores na tecnologia verde que atualmente oferecem excelentes oportunidades para investimentos. Eles incluem:

Energia

Com a energia muitas vezes sendo considerada a questão mais premente no setor de tecnologia verde, o setor de energia se concentra no desenvolvimento de combustíveis alternativos.

O interesse em energia limpa é impulsionado por questões de sustentabilidade, esgotamento do petróleo e preocupações com segurança energética. Decisões políticas, como o Protocolo de Quioto e as preocupações com as mudanças climáticas globais, também estão aumentando o interesse por esse setor.

O crescente interesse em energia de tecnologia limpa surge do reconhecimento crescente de que os custos podem ser significativamente reduzidos se a eficiência energética for abordada.

Uma opção para tecnologia limpa é a energia solar. Apesar de ainda não ser tão amplamente utilizada como energia hidroelétrica, isso pode mudar. Pois a hidrelétrica é limitada pela natureza finita de locais para barragens adequados e restrições políticas sobre disponibilidade de água.

A energia solar, no entanto, obtém energia utilizável do sol. Sendo usada em diversas aplicações, como calor e eletricidade, e é muito atraente porque é abundante e virtualmente livre de poluição. Com economias de escala de uso generalizado, essa energia pode se tornar mais competitiva.

Nanotecnologia Verde

Inclui a manipulação de vários materiais em nível nanométrico, o que poderia transformar a maneira como os produtos são fabricados. Tecnologias limpas podem reduzir o impacto ambiental de uma empresa e podem proporcionar melhorias na eficiência e produtividade dos recursos. Quando uma empresa opera com menos energia e materiais, ou produz menos resíduos, o resultado pode criar mais valor econômico para a empresa e seus acionistas.

Química Verde

Abrange a invenção, o desenvolvimento e a aplicação de processos e produtos químicos projetados para eliminar ou reduzir a geração e o uso de substâncias perigosas. Muitos produtos verdes requerem menos recursos naturais, seja na manufatura ou durante sua vida útil.

Isso significa que esses produtos custarão menos na frente ou durante o período total de uso. Exemplos incluem lâmpadas fluorescentes e embalagens aprimoradas que reduzem o desperdício. Esses produtos não precisam ser de alta tecnologia, porém, quanto mais econômicos forem, maior a probabilidade de eles serem adotados.

Quais as vantagens da energia solar?

A razão mais óbvia para usar a energia solar é porque se refere a uma opção “verde”. Não prejudica o meio ambiente porque é alimentado pelo Sol e não escoa de fontes de energia não renováveis, como gás ou carvão. Além disso, como o Sol é um recurso livre, a energia que gera também é gratuita. Embora haja um investimento inicial no gerador é possível recuperar o investimento em torno de 50 meses.

Um dos equívocos mais comuns sobre os geradores solares é que eles não podem ser usados ​​quando está nublado ou chuvoso. O gerador continua produzindo energia mesmo em condições climáticas adversas, no entanto em menor quantidade.

Finalmente, os geradores solares tem, em média, baixa manutenção e vida útil em torno de 25 anos. E por que parar aí? Há uma série de outros dispositivos disponíveis que podem ser alimentados pelo sol também, como luzes, ventiladores e até mesmo carregadores de bateria.

Por que o mercado de energia solar é promissor?

O crescimento do mercado de energia solar é impulsionado pelo aumento da poluição ambiental e provisão de incentivos governamentais e reduções fiscais para a instalação de sistemas solares. Além disso, o assunto crise hídrica associada aos sistemas de energia solar alimentou sua demanda nos setores de geração de energia.

Notavelmente, o mercado de energia solar está entrando no que pode ser sua década mais próspera de todos os tempos, graças a uma nova onda de políticas federais e estaduais e economia positiva na indústria, tanto em casa como no exterior.

Como funciona a tecnologia de energia solar?

As células solares são pequenos semicondutores, feitos de silício ou outros materiais condutores, fabricados em camadas de filme fino. Quando a luz solar atinge uma célula solar, as reações químicas liberam elétrons, gerando corrente elétrica.  Elas também são chamadas de células fotovoltaicas e podem ser encontradas em muitos aparelhos de pequeno porte, como calculadoras.

Componentes do Sistema Solar Fotovoltaico

Um componente do sistema fotovoltaico inclui módulos fotovoltaicos (grupos de células fotovoltaicas), que são comumente chamados de painéis fotovoltaicos; um inversor para converter a energia solar da corrente contínua para a corrente alternada do sistema ligado à rede de serviço público; fiação, infraestrutura para fixação das placas e mais alguns componentes. 

Incorporando sistemas fotovoltaicos

A prática mais comum é montar módulos em um telhado ou parede voltado para o norte. É possível encontrar o sistema fotovoltaico ao ar livre para iluminação de segurança em postes, bem como, em estruturas que servem como cobertura para estacionamentos e abrigos de ônibus.

Requisitos de luz solar para sistemas fotovoltaicos

Um sistema fotovoltaico precisa de acesso desobstruído aos raios solares durante a maior parte ou o dia para ser eficaz. O sombreamento no sistema pode reduzir significativamente a produção de energia. Embora, o clima não seja uma preocupação importante, visto que os sistemas fotovoltaicos são relativamente pouco afetados pelas temperaturas do ar e mudanças climáticas.

O tamanho do sistema de energia solar vai depender da necessidade de geração do futuro usuário e se há necessidade de geração de energia excedente.  

Como foi o mercado de energia solar em 2017?

O mercado de energia solar no Brasil está crescendo, o setor registrou um aumento de 300% nos últimos dois anos. Um desenvolvimento significativo para a estratégia solar do Brasil foi a recente promulgação de novas regras pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), com o objetivo de reduzir as barreiras para a incorporação de energia solar distribuída.

Os recursos de energia solar do Brasil poderiam produzir grandes oportunidades de crescimento a médio prazo. Até 2024, o Brasil estipula que poderá trazer até 7GW de capacidade de geração solar.

Segundo o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) mais de R$ 200 milhões já foram investidos em energia solar no Brasil com novas fábricas, adequações ou expansões para implantação de novas linhas de produção.

Esse cenário do mercado de energia solar no Brasil não é positivo só para os consumidores, mas também para os novos profissionais em busca de um ingresso no mercado de trabalho, como também para aqueles que buscam mudar de carreira e se tornar um empreendedor.

O mercado apresenta várias formas de atuação para o profissional, que pode escolher trabalhar com a venda, projeto ou instalação dos sistemas fotovoltaicos. Muitas empresas e escolas técnicas já oferecem os cursos de capacitação na tecnologia fotovoltaica, os quais são imprescindíveis para quem deseja atuar na área.

O mercado de energia solar no Brasil é muito promissor para o empreendedor, pois o produto com o qual irá trabalhar oferece enormes benefícios para o seu cliente, como o custo da eletricidade produzida pode se tornar uma razão importante para o crescimento do mercado.

Embora possua um valor inicial de investimento relativamente alto, um sistema fotovoltaico possui uma vida útil acima de 25 anos e tempo de amortização médio de 10 anos, ou seja, seu proprietário poderá contar com, pelo menos, 10 anos de energia grátis.

Quais são as perspectivas para 2018?

Avanços tecnológicos no mercado de energia solar, incluindo aumento da eficiência, custos reduzidos, tamanho reduzido de filmes, uso de polímeros e aumento de novos materiais para células de energia solar, deverão impulsionar os incentivos feitos para aumentar os investimentos nesse setor.

Apesar de não estar no centro das atenções como os grandes mercados fotovoltaicos como a China, Estados Unidos, Índia ou Japão, o Brasil poderá se tornar a futura estrela cadente dos mercados estrangeiros.

Como quinto maior país do planeta, o potencial é grande. A irradiação solar está entre 4.500 e 6.100 Wh/m2 por dia e, portanto, duas vezes mais forte em comparação com a da Alemanha. As regiões do nordeste do país registram o maior número.

Em comparação com outros mercados emergentes da América Latina, como o Chile, o México ou a Argentina, o Brasil oferece vantagens decisivas, entre elas:

  • alto preço da eletricidade, quando comparado à Alemanha;
  • mercado de energia bem regulado com estrutura claramente definida de agências e organizações federais;
  • os leilões (energia Eólica, Hidrelétrica, Biogás e Solar-PV) consolidaram o sistema de leilão brasileiro;
  • clara intenção política de ampliar a importância das energias renováveis;
  • mercado com investimentos crescentes em energia solar;

A matriz energética do Brasil é caracterizada por seus abundantes recursos hidrelétricos, gerando 66% da oferta total de energia do Brasil. Apesar de seu potencial gigantesco, apenas cerca de 1% da energia elétrica brasileira é produzida com energia solar.

Depois de dois leilões bem sucedidos em 2015, somando uma capacidade de quase 1,8 GW, o governo brasileiro informa que cerca de 1,5 GW estarão em operação até o final de 2018. De acordo a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) há a previsão que até o ano de 2024 provavelmente 1,2 milhões de geradores de energia solar estarão instalados em residências e empresas em todo o Brasil.

Como está o mercado de energia solar no mundo?

As economias emergentes, como a China e o Japão, aumentaram significativamente a produção de tecnologias solares devido às tarifas governamentais e à fusão e aquisição de fabricantes locais. Além disso, a América do Norte e a Europa concentraram-se principalmente em pesquisas para maximizar o potencial solar. O Oriente Médio e a África também ganharam força devido ao aumento das aplicações de energia solar para geração de energia, agricultura e arquitetura.

A concorrência aumentou significativamente entre os fabricantes com o desenvolvimento de sistemas de distribuição de energia baseados em energia fotovoltaica. Além disso, o preço dos módulos solares difere significativamente nas regiões da Europa e da Ásia-Pacífico, já que o mercado é orientado pela demanda.

Ainda, a redução da rentabilidade dos fabricantes de módulos e estresse de aquisição de mercado levam a um declínio nos preços dos painéis solares. Além disso, a flutuação do preço da prata, que é uma das principais matérias-primas do módulo solar, impulsiona a demanda por instalações de painéis solares e ajuda no crescimento desse tipo de mercado no mundo todo.

Quais as perspectivas e oportunidades do mercado de energia solar?

Há muitos fatores que estão impulsionando esse mercado, a saber, preocupações com segurança energética, preços de energia, mudanças climáticas e custo de carbono, bem como aumento da demanda por eletricidade e necessidade de substituir enormes quantidades de capacidade de geração de eletricidade existente.

No entanto, a eletricidade solar não pode competir em preço com tecnologias convencionais. Isto faz com que os marcos regulatórios sejam uma necessidade, enquanto as tecnologias solares estão sendo desenvolvidas. As tarifas provaram ser a maneira mais eficaz de incentivar a demanda.

Infelizmente, porém, isso também significa que o mercado depende de políticas públicas, o que tem provado ser inconstante às vezes, introduzindo riscos. No entanto, dada a pressão por demanda, acredita-se que as estruturas de suporte estáveis ​​permanecerão sendo viáveis.

Na ausência de políticas públicas, o mercado está muito ligado ao preço do petróleo, já que o petróleo barato (e gás) reduz a pressão para buscar fontes alternativas de geração de eletricidade.

A força de trabalho qualificada será um desafio para a indústria em rápido crescimento. Existem alguns programas governamentais em andamento para o desenvolvimento de habilidades. No entanto, as empresas precisarão planejar sua própria estratégia paralela de habilidade e retenção de talentos.

Agora que você já sabe como investir no mercado de energia solar, entre em contato conosco agora e saiba como implementar essa tecnologia sustentável em sua empresa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This